Castelo II v.2.0.

October 4, 2005

Este é apenas um complemento ao post do Fotografiasempre intitulado Castelo de Ourem II. Obviamente que esta é uma foto mais recente da que aparece no Blog do meu amigo Photoman. Isto para deixar a dúvida no ar: será que o monumento personifica o estado da Cultura em Ourém – deixado/caído ao abandono…?
Advertisements

11 Responses to “Castelo II v.2.0.”

  1. Photoman Says:

    Ric Jo, boa pergunta! Não sei se a cultura está deixada ao abandono, até porque a definição de \”Cultura\” é algo que eu entendo não ser exacto. Se estiveres a referir-te à oferta cultural e de lazer em Ourém acho que é muito pobre. A culpa é dos autarcas, mas também de todos os ourienses que a deixaram ao abandono. Em Ourém subsiste ainda a cultura de \”tasca\”. O que também é cultura… mas não é oferta cultural!

  2. Photoman Says:

    E o Filho do Pereira?

  3. doitanto Says:

    e vais me dizer que tb não gostas de tascas?!

  4. João Heitor Says:

    Para mim o maior problema não se dá quando o poder local menospreza monumentos ou arte em pedra. O maoir problema para mim, é quando crianças não podem ter inglês porque não há salas de aulas, é quando vamos às piscinas e pagamos o bilhete mais caro do distrito de Santarém, é quando vamos ao cinema e nem o aquecimento ligam…

  5. Anonymous Says:

    há quem faça algumas coisas pela cultura em Ourém. Não é a câmara certamente.Mas já que não fazem que deixem fazer.
    asim

  6. pipas Says:

    A cultura em Ourém,tá como o nosso país,tá como o Sporting,simplesmente uma tristeza e uma vergonha.
    A culpa também é da Camara,é dos Ourienses principalmente dos jovens que preferem ir para outras paragens,do que lutar por uma vida cultural melhor na nossa cidade e no nosso concelho.
    Um abraço.

  7. Ric Jo Says:

    Estava-me a referir à Cultura em geral… Desde dos monumentos completamente abandonados (como no caso da foto) ou até destruídos, como o caso do (agora inexistente) jardim em frente à Belle Epoque, etc; a falta de oferta de cultura de qualidade que abranja não só o público mais comercial, mas também um pouco mais \”alternativo\”, pois há imensa gente jovem (universitária e não universitária)de Ourém que gosta de outros tipos de sons e imagens e que não têm oferta absolutamente nenhuma nesta área (não tenho nada contra a vinda do Tony Carreira a Ourém, etc., mas há que pensar em todos os estratos sociais e culturais e não apenas no simples populismo); a cultura desportiva (ou a falta dela – quantas tardes não passamos, quando éramos miudos, em Ourém sem ter um campo de futebol sequer para jogar à bola?!); a própria cultura nocturna, que só agora a partir deste verão é que parece que deu sinais de vida… (ausência de um local aglomerador de estabelecimentos nocturnos, estimulando uma área que poderia dar bons frutos à cidade); Há depois uma falta de cultura nossa (e aqui faço uma mea-culpa) de ficar a viver em Ourém e escolhermos muitas vezes ir viver para outras paragens (tal como diz o Pipas), mas a maioria das vezes é a nossa situação profissional que assim o obriga (como poderei exercer Engenharia Biológica no Concelho quando não se aposta em força na Biotecnologia?). Enfim, já vai longo este comentário e o tema dava asas para muuuuuito mais conversa…!

  8. Ric Jo Says:

    Photoman: aquele é mesmo o Filho do Pereira, não e?! lol

  9. Photoman Says:

    Não sei bem… Mas quem é o Filho do Pereira?

  10. doitanto Says:

    Quem é o Pereira?

  11. Ric Jo Says:

    O Pereira não é o filho do Pereira? Do Pereira do Banco?


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: