As chamas a iluminarem a noite Bracarense.
Já tinha lido sobre a ilusão dada pelos media de que os incêndios já tinham acabado em Portugal e que já não havia mata aínda a arder pelo nosso belo País. Puro engano. Os media é que já não mediatizam a situação, nem lhe dão o devido destaque, dando a ilusão de que tudo está calmo. E o que está acontecer em Braga, à hora em que escrevo estas linhas, comprova o contrário: Braga está a arder e muito. O incêndio encontra-se bem próximo da Universidade do Minho e prevê-se mais uma longa noite de combate por parte dos Bombeiros. Não nos iludemos: o risco de incêndio aínda existe.
Advertisements
É já hoje que se dá a primeira reunião para a preparação do Acampamento da Velha Guarda do Agrupamento de Escuteiros 977 – Ourém. Por volta das 20h no Chico Santo Amaro. Espero a presença do maior número de pessoas possível!

Cinzentismo Nacional

September 29, 2005

Já repararam como a larga maioria do Parque Automóvel Nacional é de cor cinzenta? Somos um País latino, portanto colorido e quente. A que se deve este contraste? Será o reflexo do clima de desilusão e falta de esperança em que o país mergulhou, ou uma simples tendência da moda…?

Tou com saudades…

September 28, 2005

Fotos by Photoman

… duma bela guitarrada …

Canção da madrugada…

September 28, 2005

Yellow Ledbetter

Written By: Vedder, Ament, McCready
Album: Lost Dogs
Release Date: 2003-11-11
Found On: Jeremy Single, Daughter Single, Tibetan Freedom Concert, Lost Dogs, rearviewmirror

unsealed on a porch a letter satthen you said, i wanna leave it againonce i saw her on a beach of weathered sandand on the sand i wanna leave it again yeahon a weekend i wanna wish it all away yeahand they called and i said that i want what i saidand then i call out againand the reason oughta’ leave her calm i knowi said i know what i wear not the boxer or the bagah yeah can you see themout on the porch yeah but they don’t wavei see them round the front way yeahand i know and i know i don’t want to staymake me cryi see ooh i don’t know why there’s something elsei wanna go my own a-wayoh i said i don’t i don’t know whether i was the boxer or the bagah yeah can you see themout on the porch yeah but they don’t wavebut i see them round the front way yeahand i know and i know i don’t wanna stay at alli don’t wanna stay yeahi don’t wanna stayi don’t wanna stayi don’t don’t wanna oh yeah ooh ohh

Download aqui.

Glorioso

September 28, 2005


Pode nem ter sido a mais gloriosa exibição do Benfica. E por isso me sinto mais à vontade aínda para aqui escrever, pois perdemos, e não sou Homem para falar apenas em momentos de vitórias (como por acaso até aconteceu no malibucola… lol). Quero apenas frisar um dos títulos do site da UEFA: Benfica unlucky. E até foi. Não vou discutir a falta de audácia do Koeman, nem a falta de classe do United, cujo o palco dos sonhos viu tão bons jogadores nos últimos anos a pisarem o seu relvado e agora vê pouco mais que dois/três jogadores que conseguem fazer reviver esses belos pergaminhos (e um deles é bem Português!!). Vou antes falar do meu apoio ao meu clube, que com muitos ou poucos defeitos, honrou o seu país. E mais: provocou a reunião de amigos para verem o jogo, tal como me aconteceu a mim. E é essa a bonita força do futebol: unir os povos em torno de um aconteimento desportivo. No meu caso aconteceu com o meu grande amigo Abel. E assim será para os restante jogos da Champions League. Quanto mais não seja, tem esse virtude. Foi bom poder ver um jogo do Glorioso (não interessa se de agora ou se de antigamente) na companhia de um bom amigo e poder relembrar grandes momentos da nossa vida, juntamente com o grande golo do Simão (em qualquer estádio, é um livre perfeito).
O S.L.B. perdeu, mas honrou os seus adeptos. Com defeitos, é certo, mas com esforço.
O futebol é isto mesmo (ou deveria ser…): o proporcionar de um bom espectáculo e vivência de amizades…

Hi5

September 27, 2005


Já li muito por aí sobre o Hi5. Os prós e os contras. Na minha opinião, existem bem mais contras que prós. Mas há um pró, que em minha opinião, ultrapassa todos os contras: encontrar amigos desaparecidos / que nao vemos há muitos anos. E isso, é uma virtude muito grande. Aconteceu precisamente comigo ontem. Andava para lá a cuscar pela lista de amigos daquele e daqueloutro quando me deparei com uma pessoa que já não via há muitos anos e que conheço desde que sou pequeno. Foi uma sensação muito bacana. Naquele espacinho da internet, pude ver qual o rumo que aquela vida levou durante estes últimos anos e através das fotografias expostas (por esse própria pessoa), pude ver as alterações físicas existentes, mais especificamente numa foto onde essa pessoa aparecia com o irmão, em que a última vez que o tinha visto pouco mais que me chegava ao peito e que agora me dá um avanço abismal e já é um homenzinho bem crescido. Trocamos contactos e agora poderemos pôr a conversa toda em dia. Curti.
É um mundo de cusquisse. É uma violaçao de privacidade. É sermos expostos a tudo e todos – tudo consentido. Mas pode ser muito útil. Comigo foi. Mas alguem que tenha vivido experiência idêntica…?